29.9.04

O Código Da Vinci

As vendas em torno do tema do Verão, provavelmente do ano, não param.
Basicamente, as vendas de Daniel Castanho (Dan Brown no original... ) nos Estados Unidos, já ultrapassaram o número de soldados perdidos na guerra do Iraque, e pelo caminhar da carruagem ultrapassarão os votos em Kerry, nas próximas presidenciais!
Um sucesso.

Aliás, a febre já chegou à Europa. Multiplicam-se as publicações sobre o tema e nesta semana o TOP de Vendas de livros nacional mostra-nos isso mesmo.


Top de Vendas Nacional

1 – O Código Da Vinci, Dan Brown
2 – As palavras que Da Vinci nunca te dirá, Nicholas Sparks
3 – Uma aventura com Leonardo da Vinci, Ana M. Magalhães e Isabel Alçada
4 – Nas margens do Rio Piedra, Da Vinci pôs-se de cócoras e chorou, Paulo Coelho
5 – Da Vinci no país da Maravilhas, Lewis Carroll
6 – Da Vinci não gosta de foder, Alvarez Rabo
7 – Os cinco visitam Da Vinci, Enid Blyton
8 – Código Da Vinci encriptado, José Valença
9 – Já fui ao Brasil, Praia e Bissau, Da Vinci
10 – O Evangelho segundo Da Vinci, José Saramago

fonte : Escaparate da Bertrand Livreiros

Após todo este frenesim à volta de Da Vinci e do já celebérrimo Priorado, um estudo de uma publicação francesa conceituada (citada n'A Visão) chegou às fáceis conclusões históricas de que o Priorado de Sião não remonta à época das cruzadas, mas... a 7 de Maio de 1956, o dia em que Plantard registou os estatutos desta ‘associação’...
Plantard, o grão-mestre do Priorado, viveu em França no século XX. Chamava-se Pierre de Plantard (quis ficar conhecido como Pierre de France...), e é classificado como um jovem iluminado e pretencioso, chefe de agrupamentos mais ou menos fictícios. Era filho de um criado de quartos e dizia-se descendente dos Reis Merovíngios.
Apresentava-se como filósofo, «doutorado em ciências» e membro honoris causa de várias sociedades herméticas (mas isto não é uma propriedade dos tupperware?!?), e sobretudo grão-mestre do Priorado de Sião, que contara entre os seus dignatários com Leonardo Da Vinci.

Calma, as más notícias ainda não acabaram.

Está já prevista a edição do segundo volume, especialmente dedicado aos dias mais negros do casamento entre Jesus e Maria Madalena.
Depois de no primeiro volume se ter percebido que não é Maria Madalena que aparece na última ceia, mas sim João Baptista (jovem liberal, de cabelos longos!), vai ficar a saber-se que este mantinha uma relação estreita com Jesus. ‘Eram unha e carne’ escreverá Dan Brown!
Para além desta relação ilícita de Jesus com o Baptista, vai ficar a saber-se que o seu casamento ficou mais arruinado ainda quando Maria Madalena, depois de ter ingerido umas miligramas de cicuta (ela era mesmo uma ganda maluka!), terá passado uma noite com... S.José!
A parte final do livro narrará como um guardanapo esverdeado na mesa da Última Ceia evidencia com clareza que Jesus era um viciado em póquer de dados e como perdeu dezenas de peças de madeira no jogo ilícito das tabernas de Jerusalém.
Imperdível.


Portem-se mal, mas com classe!

27.9.04

Teoria de conspiração

Já alguém reparou que se um crepe de maça com canela fosse a França, o leite creme seria Portugal e a Lituania seria uma fartura?!?


Portem-se mal, mas com classe!

21.9.04

Não quero acreditar...

Hoje ouvi MSTavares dizer na Antena1 que é preciso esclarecer o porquê da escolha da 'tal' empresa que inquinou a colocação dos professores...

Segundo o mesmo, Couto dos Santos, antigo Ministro da Educação, está ligado a essa mesma empresa, e há quem jure a pés juntos (e mãos) que houve favorecimento político na escolha da prestadora de serviços...

Ora bem, será que isto quer dizer que é práctica comum este tipo de favores em Portugal?
Ora bem, eu cá sou mulher honesta e não acredito...



Portem-se mal, mas com classe!

20.9.04

O anti-post

Voltei hoje.
Não me apetece dizer nada.
Mesmo nada.
Nem sequer dizer mal de nada.
Nem de ninguém.
Não tenho paciência.
Nem tempo para ir ao Supermercado.
Estarei a ficar doente?
Acho que vou apontar isto no bloquinho para contar ao psicanalista...



Portem-se mal, mas com classe!

13.9.04

Forrest… Navorski!

Vindo de Steven Spielberg o filme não surpreende. O tema não é trancendental, ou tão pouco arrojado. As gargalhadas não serão muitas, mas na primeira hora de filme não é preciso muito esforço para termos sempre um sorrisinho nos lábios…
E para quem se deliciou com Forrest Gump, este Viktor Navorski só traz boas recordações…
E não há melhor idiota que Tom Hanks...


Portem-se mal, mas com classe!

10.9.04

Jogos Olímpicos

Confesso desde já que parte do que aqui vou escrever foi já vista num outro blog, mas como já não me lembro onde, não faço a citação. Se o(a) blogueiro(a) que já escreveu sobre este assunto for aqui leitor que se acuse!


Os Jogos Olímpicos não são para todas... ou pelo menos para as mais normais...

Esgrima

Ahahahah. Eles chamam aquilo espadas? Mas aquilo dobra e tudo!!! Ahahahah!

Badmington

Hummm... acabaram-se as bolas? Vá, deixem-se de brincadeiras e joguem lá isso a sério.

Tiro

Quando a dona de casa souber o que lhe estão a fazer aos pratos, vai ser bonito, vai...

Vólei de Praia

Isto é bem divertido, mas nos intervalos entre as passagens das miúdas bem podiam pôr uns rapazitos a fazer streap, em vez de os porem a brincar com uma bola...

Marcha

Quando são as miúdas ainda vá que não vá, mas pôr estes rabichões aqui a abanarem-se quilómetros a fio mais parece uma parada gay...

Atletismo

Acho injusto que nunca deixem ganhar os brancos!

Pentatlo

Olha, esta que está agora a correr deve ser irmã de uma que de manhãzinha estava a saltar e prima de outra que ontem nadava... que família polivalente!

E têm a lata de nem nos prepararem...


Portem-se mal, mas com classe!

6.9.04

Piropos

Um destes dias li n’A Gotinha um post que convidava os leitores(as) a revelarem os melhores piropos que já lhes tinham sido dirigidos.
Aqui fica o meu modesto contributo:


"Ai linda, até te punha a chamar pela tua mãe!!!"


... mas eu não levei aquilo muito a sério, até porque o fulano, em cima dos andaimes, não me pareceu muito convincente...


Portem-se mal, mas com classe!

3.9.04

Ministério da Educação

Eu aviso desde já que não quero ser agraciada publicamente, muito menos receber aquelas condecorações do Infante por esta ideia que aqui sugiro ao ME, de livre vontade.
Ora aqui vai a solução para toda esta confusão da colocação dos professores:

O ME definia um dia. Por exemplo dia 17. Depois uma hora – 9 da manhã, que estas coisas pela fresca resultam sempre melhor...
Antes já o ME tinha tido a coragem de anular este raio deste concurso que dá mais bronca que os barcos que vêm da Holanda.
E então era assim:
Às 9h em ponto, na RTP1 e na Antena1 soava o mítico 1, 2, 3 TAU!
E pronto, todos os professores corriam de suas casas e o que apanhasse primeiro a cadeira de aula ficava com o lugar! Quem não tivesse cadeirinha na Escola ficava à espera que algum professor a largasse mais tarde.
Adianto desde já que não permito que este corridinho de professores passe em directo na TVI!
E confesso que a ideia me veio do ‘Jogo da Cadeira’, mas a intenção é que conta...


Portem-se mal, mas com classe!